Atividades externas

Existem várias atividades correlatas às de pesquisas que os Professores do PPGFIS vêm desenvolvendo nos últimos anos. Entre elas, destacamos:

1) Contribuição para a consolidação da Fundação de Apoio à C & T do Espírito Santo (FAPES), que efetivamente se iniciou (primeira aplicação de recursos) no final do ano de 2005. Ações de interlocução direta entre os Pesquisadores, secretário de C&T municipal e estadual no ES têm sido tomadas para que haja uma continuidade e ampliação dos recursos do governo do Estado do ES (FAPES) e da prefeitura municipal de Vitória (FACITEC) para a Pós-Graduação. Esse apoio se traduz, principalmente, na forma de bolsas de mestrado, doutorado, projetos de pesquisas e apoio a participação em eventos científicos no Exterior. Como contrapartida, vários Pesquisadores do PPGFIS têm realizado consultoria de projetos científicos sem remuneração financeira como aquelas consultorias que são realizadas para o CNPq.

2) Dos vários Pesquisadores do núcleo permanente do PPGFIS, muitos possuem bolsas de produtividade em pesquisa do CNPq ou são bolsistas da Petrobras . Consequentemente, esses Pesquisadores têm participado ativamente como consultores Ad-hoc no diferentes Editais do CNPq e nas comissões de avaliação de Jornadas de Iniciação Científica dentro e fora da UFES.

3) Consultoria de Projetos científicos de outras agências Estaduais de Fomento a Pesquisa FAPES, FACITEC, FAPERJ, FAPEMIG, etc. Além disso, as consultorias das agências federais: CAPES e CNPq.

4) Vários Pesquisadores do PPGFIS têm realizado arbitragem de artigos científicos submetidos às mais relevantes revistas internacionais, tais como: Physical Review B, Physical Review D, Physical Review Letters, Solid State Nuclear Magnetic Resonance, Energy & Fuels, Physica C, Journal of Alloys and Compounds, JCAP, Nuclear Physics, Journal of Molecular Structure, Journal of Applied Physics, etc.

5) Pesquisadores do PPGFIS/UFES e seus Alunos têm utilizado as facilidades do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, tanto submetendo projetos regularmente e obtendo tempo de máquina para realização dos experimentos de Alunos de doutorado e mestrado como colaborado na implantação de novas facilidades experimentais, tal como, o desenvolvimento de medidas com a luz de síncrotron sob altas pressões.

6) No triênio 2010-2012 os Pesquisadores do PPGFis contribuíram na organização de várias atividades cientificas, como segue:
1. 2010
a) Workshop de cristalografia aplicada a ciências e engenharia de materais. (Congresso)
b) XII Mostra de Física e Astronomia.
c) Encontro Afro-Franco-Brasileiro em Fisica e Matematica. (Congresso)
d) IV International Conference on Fundamental Interactions. (Congresso)
2. 2011
a) IV Escola Itinerante de Física Aplicada: Usinas Termonucleares.
b) IX Workshop em Física Molecular e Espectroscopia. (Congresso).
c) I CosmoSul - Cosmologia e Gravitação do Cone Sul. (Congresso).
d) II Encontro Afro-Franco-Brasileiro em Física e Matemática. (Congresso).
e) Encontro de Física Teórica de São Mateus. (Congresso).
f) Verão Quântico. (Congresso).
g) 13th Nuclear Magnetic Resonance Users Meeting. (Congresso).
3. 2012
a) III Encontro Científico de Física Aplicada. (Congresso)
b) Teoria Quântica de Campos e Gravitação Quântica - homenagem aos 70 anos de Olivier Piguet.. (Congresso).
c) IRGAC - International Conference on Quantum Theories and Renormalization Group in Gravity and Cosmology. (Congresso).

7) Sistematicamente os Professores do PPGFIS têm participado de bancas de mestrado e doutorado em outras instituições de ensino/pesquisa do país, tais como: CBPF, USP, UNICAMP, UFMG,etc; além de participar de bancas de concursos públicos na UFES e fora dela.

8) Membros do PPGFIS bolsistas de produtividade do CNPq foram agraciados nos Editais Universal, Cooperação Bilateral Bélgica-Brasil e também em Editais tipo Universal financiado pela FAPES;

9) Projetos do triênio 2010-2012 de médio e grande porte:

A) Estruturante Estadual - FAPES-FINEP (R$ 3,3 milhões de reais) - Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Estruturantes: do Desenvolvimento e Caracterização de Materiais à Análise do Agronegócio Capixaba(convênio 1666 entre a FINEP e a FAPES). Coordenador: Edson Passamani Caetano _ instituições [ UFES (Física e Biotecnologia), INCAPER e Polícia Técnica]- Encerrado em dezembro de 2010;

B) PRONEX/FAPES-CNPq/2007 (R$ reais) - Título - Aspectos clássicos e quânticos da gravitação e da cosmologia - Coordenador: Olivier Piguet _ Instituições [UFES, UFPB e UFJF] – Encerrados em dezembro de 2010;

C) PRONEX/FAPES-CNPQ/2007 (R$ 540 mil reais) - Filmes Multicamadas Magnéticas e Supercondutoras: Fabricação, Caracterização e Inovação Tecnológica (processo 39767663/2007). Coordenador: Francisco Elias Jorge/Edson Passamani Caetano _ Instituições [ UFES, UFGO e IME] (Encerrado em dezembro de 2010);
D) PRONEX - CNPQ_FAPES/2012-2015 (R$ 608 mil reais) -
Projeto que objetiva o estudo de nanoestruturas magnéticas, ferroelétricas e supercondutoras. Tem a participação de quatro Instituições brasileiras (UFES, UFRJ, UFVJM e CBPF) - Coordenador: Edson Passamani Caetano;
E) Projeto Universal_CNPq/2010-2012 (R$ 128 mil reais) -
Este projeto é apresentado ao Edital CNPq/MCT Universal 2009 pelo grupo do LEMAG, formado por sete (7) Professores permanentes da UFES e seus colaboradores, com o objetivo de estudar a influência dos efeitos finitos de tamanhos (efeitos superfícies/interfaces) em materiais nanoestruturados magnéticos, ferroelétricos e supercondutores preparados pelos métodos de Sputtering e Mecanossíntese. – Coordenador: Edson Passamani Caetano;
F) Projeto Bilateral-Brasil-Bélgica/2010-2012 (R$ 40 mil reais para missões) -
Neste projeto bilateral, Brasil-Bélgica, focalizaremos em um assunto da física do estado sólido relacionado a área de nanotecnologia. Estudaremos, em nível atômico, filmes finos Fe/Mn/Fe, onde a fase bct-Mn será crescida pelo método de Molecular Beam Epitaxy – Coordenador: Edson Passamani Caetano;
G) Prédio da Pós-Graduação em Física (R$ 2 milhões - R$ 750 mil com recursos FINEP CT- Infra; R$ 500 mil recursos UFES e o restante recurso do MEC) (Encerrado em julho de 2010);
H) Difratômetro de Raios-X - CT-infra (R$ 600 mil) - Análise estrutural de materiais. Projeto proposto pela UFES, que viabilizou a aquisição de um moderno e versátil equipamento de difração de raios-X fabricado pela empresa Alemã Brucker. Neste equipamento será possível realizar medidas de SAXS, ângulo rasante, monocristais em um amplo intervalo de temperatura 300- 1800 K (Em execução);

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910